Em nosso artigo sobre Produção Enxuta citamos alguns processos conhecidos como ferramentas lean. Entre elas o Kaizen. Acompanhe nosso texto, a partir de agora vamos nos aprofundar um pouco mais na melhoria contínua, entender a filosofia Kaizen e como aplicar esse método para alcançar maior produtividade nos processos de nossas empresas.

O que é o Kaizen?

De origem japonesa, a palavra Kaizen pode ser traduzida como “mudança para melhor”. O conceito nasceu na indústria oriental, durante a década de 50, com foco na melhoria contínua. Naquele momento as empresas japonesas precisavam reestruturar seus processos industriais e voltar a competir em escala mundial.

Sendo uma das ferramentas do Lean Manufacturing (Manufatura Enxuta), o Kaizen abarca todos os elementos de uma organização. Do posto mais alto ao chão de fábrica, todos devem ser envolvidos na redução de custos, redução de desperdício e aumento da produtividade. A participação dos funcionários impacta diretamente na melhora dos processos de trabalho.

Ele tem base na filosofia budista, onde se trabalha o ser como algo imperfeito e que precisa estar sempre em busca de sua melhoria. Pequenas correções diárias resultam em grandes mudanças ao longo do tempo.

Kaizen é um modo de vida, uma mentalidade onde você melhora seus processos, a si mesmo e leva a filosofia para além da organização, seja na vida pessoal, social e familiar.

Objetivos do Kaizen

O Kaizen ensina que o trabalho individual não é o caminho. O coletivo deve prevalecer. Sendo o ser humano o bem mais valioso de uma empresa, ele deve ser incentivado a pensar seu trabalho como uma ação coletiva, onde suas necessidades pessoas serão atendidas quando todos chegarem, juntos, ao objetivo geral.

Os principais objetivos da ferramenta são a melhoria da qualidade, redução de custos, satisfação do cliente, aumento da produtividade e mais segurança. E como tem em sua essência o aspecto humano, o Kaizen proporciona uma melhora na comunicação interna, aumenta o sentimento colaborativo, melhora a satisfação dos empregados e garante um maior investimento nos recursos humanos da empresa.

Princípios do Kaizen

Eliminar o Desperdício

Esse primeiro princípio fala sobre o aproveitamento máximo dos recursos, em fazer mais com o mesmo ou com menos. Eliminar excesso, não desperdiçar e o mais importante, manter a qualidade.

Engajar Pessoas

Como já falamos, as pessoas são peças fundamentais na metodologia Kaizen. A ideia é que todos estejam alinhados e comprometidos com o propósito da mudança. Todos precisam estar contagiados pela busca contínua da eficiência. E mais do que acreditar, as pessoas precisam entender sua importância dentro do processo, sentir que fazem parte do resultado.

Mudar Sempre

As mudanças sugeridas a partir da metodologia Kaizen não são restritas a uma área ou setor. Elas podem ser implementadas em qualquer lugar, seja departamento de vendas ou no setor financeiro, na produção ou no estoque. A melhoria de processos é sempre possível.

Melhorar com Pouco Custo

O Kaizen traz as mudanças em pequenos aspectos do cotidiano, de forma barata e constante. Mudanças de ideias e princípios são os objetivos, não uma mudança superficial ocasionada pelo investimento de muito dinheiro.

Transparência

Nada pode ser impostos dentro da metodologia Kaizen. Todas as mudanças de rumo, pessoal, cortes e investimentos devem ser explicados para a equipe. Todo colaborador precisa entender os motivos para tal ação. A tomada de decisão em nível gerencial, sem argumentação, pode gerar ruído, medo e assim contagiar de forma negativa todo o processo.

Método Kaizen

Aplicando o Kaizen

Considerado o pai do método Kaizen, Masaaki Imai explica que são três as formas de se implementar as práticas dentro do meio empresarial.

Para a Gestão:

Para Imai, o gestor deve dedicar metade de seu tempo nas questões mais importantes. Colocando as ações planejadas em sua rotina, o gestor pode liderar através do exemplo, garantindo assim o progresso na implantação. Esse tempo separado para pensar em novas ideias serve para estimular a aceitação de sua equipe e estimular a participação de todos.

Para o Grupo:

Mais uma vez a importância das pessoas é enfatizada. Grupos de Kaizen devem ser formados, cada um com seu líder, que vai ficar responsável por informar os outros integrantes sobre o andamento dos processos.

A partir de um estudos dos principais problemas que devem ser solucionados, os grupos definem se as soluções são fáceis ou se é necessário o auxílio do Ciclo PDCA para tornar mais claros os processos.

Para as Pessoas:

Aqui o princípio é estimular pessoas a demonstrarem mais empenho em suas tarefas. Funciona com base em sugestões. O Kaizen voltado para pessoas busca pontos em que elas poderiam melhorar em prol do aprimoramento de suas habilidades, produtividade e convívio social.

_______

Gostou do artigo?

O Kaizen é uma excelente ferramenta na profissionalização da gestão. Gostamos muito desse assunto pois muitas empresas adquirem um ERP com a esperança que ele, por si só, resolva todos os problemas. Isso não é verdade. É preciso entender que uma gestão profissional, baseada em processos alinhados e estruturados, vai conseguir atingir um desempenho muito melhor com o ERP. 

Do contrário, muito potencial será desperdiçado.

Conheça nosso software de gestão empresarial e seus diversos módulos.

Entre com contato conosco.

Posts relacionados