Uma empresa que trabalha com processos produtivos invariavelmente vai se deparar com um gargalo. Nesse artigo vamos conceituar o gargalo de produção, auxiliar com algumas dicas para identificar esse problema e refletir maneiras de acabar com ele. Ações sobre o gargalo são indispensáveis para melhorar a capacidade produtiva e alavancar a rentabilidade de uma empresa.

O que é Gargalo de Produção?

Gargalo é qualquer ponto do processo produtivo que não funciona conforme o planejado, seja por erro humano no operacional, bugs de máquinas ou uma gestão insatisfatória. Esse obstáculo, ao impedir outras etapas de trabalharem em sua máxima potência, restringe o desempenho da produção e consequentemente o atendimento da demanda.

São diversos os impactos negativos resultantes, como baixa produtividade, diminuição das vendas, falta de matéria prima, diminuição do estoque, aumento do retrabalho e aumento de falhas.

Vamos pensar em um exemplo: uma fábrica de canetas consegue produzir 1.000 canetas por dia, mas o setor de tampas não consegue passar do limite de 700 tampas. Nesse momento é criado o gargalo. A produção final fica limitada pelo setor de tampas, o setor com a menor capacidade de produção.

Lembrando que se a produção da fábrica por superior à demanda de seus produtos, não configura gargalo, e sim um nível excessivo de capacidade produtiva que deve ser sanado com redução de investimentos ociosos.

Dicas para Identificar Gargalos

  • Verificar Entradas e Saídas

Analise entrada (input) e saída (output) do processo de produção. Os recursos utilizados para a fabricação do produto são as entradas. O resultado da produção final são as saídas. Se houver diferença entre a quantidade que a matéria-prima utilizada deveria produzir e a quantidade de itens fabricados, certamente o processo está com um gargalo.

Mesmo existindo um maior nível de ociosidade quando o gargalo está localizado próxima da entrada, ele é mais grave ao se aproximar da saída do sistema produtivo. Nas últimas etapas que temos um maior custo variável agregado, sendo assim mais prejudicial ao negócio.

  • Mapear Etapas

Observada a existência do gargalo, é necessária uma investigação para descobrir em qual etapa ele ocorre. Esse mapeamento pode ser feito através da elaboração de um fluxograma, onde cada tarefa será analisada minuciosamente.

  • Acompanhar Indicadores

Toda análise deve ser embasada por números reais. Possuir indicadores-chave de desempenho (kpi’s) é primordial para uma análise correta. Os indicadores permitem a comparar a realidade com o planejado, mostrando os motivos do gargalo existir.

O acompanhamento de relatórios precisos deve ser inserido na rotina da gestão. As irregularidades presentes em um processo não conseguem se esconder atrás de números.

  • Treinamento de Pessoal

A equipe responsável pelo andamento do processo, quando bem treinada, é capaz de apontar pequenas falhas do dia-a-dia e assim evitar que o gargalo aconteça. O bom treinamento faz o colaborador enxergar o processo como um todo, além da sua especialidade.

Como Acabar com os Gargalos de Produção

Identificar o gargalo do processo produtivo é uma informação de grande valor para a empresa. Através disso serão implementadas estratégias de estancamento e consequente aumento de rentabilidade.

Um plano de ação específico deve ser desenvolvido juntamente com todos os responsáveis pelas etapas que sofrem com o gargalo. Ele deve ser eficiente e colaborativo, atacando diretamente as causas dessa quebra de planejamento, 

A tecnologia deve andar ao lado do gestor de projetos. Um bom software de gestão é capaz de automatizar o fluxo de informações de entrada e saída do processo, propiciar redução de obsolescência de materiais, reduzir níveis de estoque e aumentar a eficiência da fábrica através de diversos controles.

Entre em contato com a Conecta, nós temos a solução para a excelência em seu processo produtivo.

Posts relacionados